sexta-feira, maio 21, 2004

17 - FIM. Não do DD! Longe disso! Mas sim da vida de estudante (pelo menos durante alguns anos). E a verdade é que, tal como dizia a minha amiga Mafalda, e muito bem, depois de 17 anos a fazermos sempre a mesma coisa agora pedem-nos, ou escolhemos fazer outra completamente diferente e, ter uma vida muito diferente. Ainda é cedo para reflexões cuidadas sobre este final, até porque só quando vir na pauta a ultima nota positiva é que sentirei bem fundo o fim. De qualquer forma por muito que se valorize o fim do curso, e é de facto um objectivo importante que é atingido, a verdade é que há um certo vazio que nos invade, este ano não vai haver regresso ás aulas em Setembro………. Os tempos de faculdade, com excepção das épocas de exames, foram de uma forma geral muito bons, e tudo o que constituiu esta experiência acaba agora……….. Desde que tenho consciência de mim não me lembro de fazer outra coisa para além de estudar…………
De qualquer forma, agora é tempo de apontar baterias aos últimos cinco exames e fazer um esforço final, então as reflexões definitivas serão feitas mas, de qualquer forma, nesta altura esta frase parece-me muitíssimo adequada:

Nunca faça previsões, especialmente sobre o futuro


Autor: Goldwyn, Samuel

segunda-feira, maio 17, 2004

A14 – Nem de propósito. Andava eu a escrever o Post anterior, sobre o fim da licenciatura e sobre as últimas aulas quando, na 5ª feira à noite, fui assistir ao (primeiro para mim) 5º Festival de Tunas na FEUNL. A verdade é que fiquei fã. Se continua a ser verdade a minha relutância em relação a capas, batinas, fitas, pastas e todo o ritual, é também verdade que em termos musicais e de presença em palco, as duas actuações que vi, muito me agradaram. Um dos momentos mais altos da noite foi, sem dúvida, actuação da FORTUNA, a Tuna da FEUNL. Ver um espectáculo daquelas na A14 é algo para mais tarde recordar. Numa sala onde tantas vezes assisti a aulas, desde Álgebra Linear (horror!) a Finanças (mais interessante), e onde tantas vezes se falou em Espaços Vectoriais e CAPM, naquela noite a música foi (literalmente) outra. Os próprios membros da FORTUNA ficaram espantados com tamanha euforia do público. Imaginem, quem conhece o A14, o que é passar a actuação toda a gritar “Paulo! És o maior!” ou “Querido! Querido” para a Ana Lúcia, num estado de euforia quase descontrolada, isto tudo acompanhado com imensos alunos de Erasmus a imitarem as coreografias da Tuna a partir da audiência. Em suma, uma enorme festa, num sítio completamente inesperado. Foi uma excelente maneira de me despedir de um sítio que muito representou para mim, e para tantos outros, durante a licenciatura, fosse com aulas, testes, exames ou conferências.

sábado, maio 15, 2004

Final – Hoje apercebi-me de uma evidência que há muito se anunciava. Falta menos de uma semana até à última aula da licenciatura! Menos de uma semana até ter a minha última aula na FEUNL. É impressionante. Mais ainda quando este último ano passou completamente a correr, foi de longe aquele que mais depressa vi passar. Acredito que tenha sido assim, principalmente, pelo facto de ter sido um ano manifestamente atípico. Para todos os efeitos, este foi um ano que começou a 28 de Agosto de 2003 em Maastricht. E como é bem sabido, os quatro meses que se seguiram foram tudo menos monótonos ou rotineiros. Mas mesmo por definição, os primeiros quatro meses da minha vida que estudei fora de casa, e no estrangeiro, nunca podiam passar indiferentes. Tendo em conta que estive extremamente bem acompanhado e que tudo correu de forma brilhante, facilmente se explica a velocidade com que os meses passaram.
Uma vez em Portugal, seria de esperar um regresso à rotina, e portanto a alguma acalmia. Nada mais errado! Se é verdade que o mês de Janeiro foi relativamente calmo, de férias (as últimas por um largo período de tempo), Fevereiro trouxe consigo muita agitação, com uma amostra do que seriam os próximos meses. O novo factor de agitação, agora em Portugal, era a procura de emprego. Assim, quando eu me preparava para entrar calmamente na rotina de estudar na FEUNL, começo a ir a entrevistas, dinâmicas de grupo, testes, apresentações individuais, etc. Comecei cedo, ou então não, mas o que é certo que no final de Abril já tinha certezas em relação à excelente oportunidade da qual vou começar a desfrutar já em Junho.
Com tudo isto, o 2º Semestre passou também a grande velocidade, já nem sei se mais rápido que o fantástico em Maastricht, e encontro-me agora a apenas uma semana do final da minha licenciatura.
Como em tantas outras vezes, as saudades em antecipação são desde já um facto………

quinta-feira, maio 13, 2004

Calma e Tranquilidade #3

Não é trabalho a sério a não ser que deseje estar a fazer outra coisa

Autor: Barrie, James