sexta-feira, novembro 28, 2003

2 Semanas - Foi este o tempo que estive sem escrever. Em grande parte devido a uma excelente viagem à Dinamarca, onde estive com os meus amigos Neto e Rita, mas também devido a um virus que entrou no meu computador e me obrigou a apagar tudo o que tinha, ou seja, o disco teve de ser formatado.................
Agora que tudo parece mais calmo ao nível da informática, defronto-me com o questionário eliminatório do E-Strat da L'oreal que a nossa equipa (ALL) tem de ultrapassar para poder participar no jogo. Como se não fosse o suficiente tenho de começar definitivamente com o paper de Comparative Management que representa 50% da nota final desta cadeira.

Como se não fosse evidente pela frequência com que tenho escrito aqui no DD, não faço promessas sobre próximos Posts.

sexta-feira, novembro 14, 2003

Já cá faltava - Os jornalistas britânicos andam sempre acompanhados por militares, os portugueses não acham que isso seja necessário. Então vamos embora até ao Iraque de jipe fazer uma reportagenzinha à maneira!
Agora com um raptado e outra com uma bala na perna é que perceberam que se deveriam ter tido outro tipo de cuidados.

Quem se julga muito esperto tem direito a aventuras como esta.

quarta-feira, novembro 12, 2003

Tou que nem posso (2) - Tenho hoje a segunda apresentação de Comparative Management na mesma semana. Isto já seria suficiente para lamentações, pois ao meu grupo calhou (sujeitos que fomos a chantagem de uma "companheira" de classe) fazer as duas apresentações logo nas duas primeiras aulas. Para além de ter duas apresentações em 3 dias, este calendário não nos deu a hipótese de perceber em promenor o que era pedido pelo Prof., o que acontece em geral durante as duas primeiras semanas de qualquer cadeira nova aqui em Maastricht. Mas, para ajudar à festa (e é de festa que se trata) ontem à noite houve aqui no meu correrdor uma festa. Mas uma festa que para além de durar até ás 3h!!! da madrugada, se estendeu por todo o corredor, porque não cabia toda a gente na cozinha! Ao fim de mais de 2 meses a Guesthouse continua a surpreender.
O resultado desta alegria toda dos meus companheiros, é que hoje tenho a apresentação,que em si mesma já se apresenta complicada, e dormi umas curtas 4 horas.

Cá estarei para ver se hoje, dia de festa monumental no P3, os seguranças serão tão rigorosos como foram ontem................

Domingues em Maastricht (2)
Dia 24: 10h, Central Station, encontro os meus pais. Comentamos entre outras coisas, que está muito frio. Passados 30 minutos começa a nevar para nossa surpresa. E assim se manteve durante cerca de 40 minutos. Um acontecimento único para quem, como eu nunca tinha visto nevar. Durante este período visitámos o monumento mais emblemático de Bruxelas (e um dos que mais gosto no mundo) o Atomium.
Seguimos rapidamente para Antuérpia onde visitámos a Praça Central e a Catedral, interessante e bonito mas nada de fantástico comparado com o que se seguiu nas horas e dias seguintes. Almoçámos em Antuérpia e seguimos depois em direcção a Roterdão.
Pelo caminho visitámos os moinhos de vento em Kinderdijk. E aqui sim começaram a surgir coisas verdadeiramente espectaculares. Uma paisagem indescritível, com todos os moinhos alinhados, dos dois lados de um canal, canal este que fica gelado no Inverno (Dezembro/Janeiro) e onde as pessoas têm a possibilidade de patinar. Para quem não acredita em mim basta dizer que este conjunto de 19 moinhos são Património Mundial (UNESCO) desde 1997. Quem visitar a Holanda não pode perder este local fantástico.
De seguida passámos por Roterdão. Uma cidade sem dúvida espectacular no que diz respeito à arquitectura muito arrojada da generalidade dos edifícios (assim como as variadíssimas pontes). Mas, para além disso, a cidade é perfeitamente banal sem nada de verdadeiramente significativo para ver, algo em particular sobre a qual se possa dizer que vale a pena ir a Roterdão. Fica a recomendação: se estiver na vossa rota ou lá próximo, passem por Roterdão, e façam um pequeno tour, de outra forma, não mudem os vossos planos.
Acabámos esse dia já alojados em Amesterdão onde apenas tivemos oportunidade de dar um pequeno passeio a pé nas redondezas do hotel.

No dia seguinte, esse sim seria o dia de visitar, uma vez mais, umas das cidades mais bonitas e carismáticas que conheço.

terça-feira, novembro 11, 2003

Portugal em Revista - Há coisas em que de facto nos destacamos.

Espanhóis - os nossos vizinhos (mesmo aqui na Guesthouse) continuam a fazer das suas.

Nós em Portugal, continuamos a querer pregar uma religião que não conhecemos, tentando aplicar um neo-Liberalismo de algibeira, á lá Americana.

Veja-se os factos, para depois não nos admirarmos de andar tudo a aprender espanhol.

domingo, novembro 09, 2003

Domingues em Maastricht - Na semana passada, entre 24 e 28 de Outubro mais precisamente, tive alguns dias especialmente bons. Dia 23, 5ª feira, acabaram os exames do primeiro bloco e tinha pela frente 3 dias completamente livres. Eram os únicos dias de férias que iria ter durante toda a minha estadia em Maastricht. Sendo que sabia já à certa de um mês que assim seria, combinei com os meus pais a sua vinda a Maastricht. Assim, o que fica desses dias são momentos muito bem passados a visitar sítios espectaculares.

Dia 23: Acordei bem cedo para ir fazer o exame de International Production and Logistics. Por volta das 12h estava finalmente de férias! Tal como eu, vários membros da comitiva portuguesa aproveitaram para viajar, e alguns seguiram directamente de exames à mesma hora, para os seus destinos. Eu vim até à Guesthouse fazer a mala. Segui nesse dia para Leuven na Bélgica, uma pequena cidade a cerca de 30 minutos de Bruxelas onde está o Renato e o João Maria. Sendo que tinha combinado com os meus pais por volta das 9h30 da manhã de 6ª feira em Bruxelas, aproveitei a oportunidade para ir um pouco mais cedo e estar um pouco com eles para matar saudades e contar as aventuras desta experiência. Foi uma noite muito bem passada onde para além deles estive com mais alguns portugueses de um total de 20 a 25 que estão em Leuven.
Nesse dia ficou combinado um jantar onde se iria juntar todos os portugueses de Maastricht e Leuven. Pois esse jantar foi dia 6, quando nós de Maatricht, mais uma vez a caminho de Bruxelas, passámos por Leuven.

100 - O DD ultrapassa hoje a barreira dos 100 visitantes. Não está mau......... a contagem começou à cerca de 3 semanas.

Se não fosse descontínuo talvez as visitas também fossem mais.......