sexta-feira, outubro 31, 2003

Promessas - Tal como o caro leitor por certo reparou, os últimos dias têm sido de total ausência de Posts. De facto, com a mudança de blocos (a que se juntou a visita dos meus pais) eu e toda a comitiva portuguesa aqui em Maastricht, teve uma das poucas oportunidades para descansar e viajar (mesmo que para a maior parte de nós tenham sido apenas 2 a 3 dias). Com efeito, o último fim de semana foi bem aproveitado por todos nós para viajarmos para sítios mais ou menos próximos.
Mas, como não podia deixar de ser, assim que a semana começou fomos imediatamente bombardeados com trabalho, nomeadamente vários capítulos e papers. Daí que, ao contrário do previsto, não tenha ainda colocado aqui o relato mais ou menos promenorizado do passado fim de semana. E agora, sendo que amanhã 7 dos 9 membros da comitiva vão partir para Berlim, é fácil de imaginar que a próxima semana será de grande actividade aqui no DD.

Fica a promessa mas o Blog tem o nome que tem.............................

domingo, outubro 19, 2003

Como vai a Nação Valente - O líder do maior partido da Oposição, continua a fazer todos os possíveis para contribuir de forma construtiva para o desenvolvimento social e crescimento económico de Portugal.

- Ó Costa eu tou-ma cagar para o Segredo de Justiça!, vou mas é telefonar ao Guerra prá malta ir pós copos a ver se esta porcaria se resolve.
- É isso! vamos lá a despachar isto..... Sacanas dos putos que nos andam a lixar a carreira.....................
- Ó camarada isto só lá vai à canelada!
- Ó Ferro tu queres bater nos miúdos?! isso é uma boa ideia, ver se se calam aquelas bocas!
- Não pá! canelada mas é no Ministério Público!
- ah! Ok! Seja! temos de ajudar o Paulo caso contrário nem daqui a 3 legislaturas ando de Série 5 novo............ahh que saudades que tenho de andar de cu tremido à conta do Zé
- Ai o Povinho, engole tudo o que a malta lhe vende...........ah ah
- Então vá, depois dou-te um toque para desceres, ok Costa?
- Força Ferro fico à espera!

sábado, outubro 18, 2003

Tou que nem posso - É este o estado de espírito agora que os exames estão a poucos (3 dias) dias de começar. Quando se tem de ler um total de 20 Papers, 7 Case-Studies e ainda! 23 Capítulos, Maastricht ganha contornos menos agradáveis. No entanto, isto já era de esperar. Pela quantidade de trabalho que tivemos durante este primeiro bloco, era fácil de prever que os exames nos obrigariam a dias intensos de estudo (em particular leitura).

Para levantar um pouco a moral vão lá espreitar o anúncio.......................

terça-feira, outubro 14, 2003

Semelhanças - Aqui neste paí­s "abaixo" do mar plantado, a prostituição e o consumo de drogas leves estão fortemente regulados (o consumo de drogas duras é proibido), sendo que essa degradante actividade e o consumo de drogas são altamente penalizados se feitos fora dos padrões definidos pela lei. Veja-se o exemplo da Guesthouse, onde é estritamente proibido o consumo de qualqer tipo de drogas. Prevaricadores? Sim, já houve, mas voltaram de imediato para os seus países.
Liberalismo dizem alguns, Pragmatismo digo eu.

No Portugal à beira mar plantado: as farmácias católicas (ou seja as que são detidas por católicos) estão a recusar a venda de pílulas do dia seguinte. E mais, preparam-se para deixar de vender também perservativos e pílulas convencionais. Não vou discutir esta atitude ridí­cula e inqualificável, pois só existe uma solução e essa está na lei (retira-se o alvará) . Não perdendo tempo com isso, o que ofereço aqui são antes soluções de gestão (management solutions como alguns pomposamente lhe chamam).
Marketing: Penso que será muitíssimo benéfico para o seu negócio que estas farmácias católicas coloquem um Crucifixo (em neon vermelho seria perfeito!) na porta dos seus estabelicimentos comerciais. Afastam-se esses homens e mulheres preversos e consegue-se atrair todas as beatas deste mundo, a quem de forma muito católica, claro está, se pode impingir todo o tipo de pastilhas para a tosse, queda do cabelo e brinquedos para os netos.
No entanto, e tendo sempre uma visão integrada daquilo que é a Gestão, para fazer frente a esta inversão na procura é necessário também mudar algo ao nível da Logística, nomeadamente na gestão de stocks. Com efeito, as farmácias católicas devem agora ocupar o espaço deixado vago pelas pi­lulas e preservativos, com mais brinquedos, mais meias de descanso e mais sopas para a prisão de ventre. Para a próxima (desta vez ofereço) enviam o cheque para: Brouwersweg 100 , 6216 EG, Maastricht.

Como é que querem união polí­tica e coisas igualmente bonitas ......... ninguém quer aturar estes Portugas......................

sábado, outubro 11, 2003

Zé Povinho em Maastricht - Hoje tinha intenção de escrever algo sobre Maastricht, as pessoas, os sí­tios, e a dinâmica própria de uma cidade periférica que deve toda a sua actividade á Universiteit Maastricht.
No entanto, optei por colocar aqui no DD uma pequena descrição do resto da Comitiva Portuguesa (10 pessoas) que me acompanha em Maastricht. Afinal são fundamentalmente eles o meu enquadramento neste país diferente e algumas vezes estranho. Tantas vezes referidos, os meus amigos portugueses têm hoje aqui o seu espaço. Sobre todos os outros amigos, companheiros e colegas de outras nacionalidades colocarei aqui um post diferente num futuro mais ou menos próximo (nunca se esqueçam "Essencialmente descontí­nuo").

Meninas primeiro!

Ana Lúcia - Estuda Gestão, frequenta o seu 4º Ano. Tem (ainda, mas por pouco tempo) 20 anos e é de Mafra (Sobreiro mais precisamente). Apenas a conheci aqui em Erasmus, embora, tal como todos os outros, já a conhecesse de vista do Campus de Campolide. Está este bloco a fazer duas cadeiras diferentes das minhas, mas no próximo bloco já vamos ter pelo menos uma cadeira em comum, a aclamada Comparative Management que ao que parece é extremamente difícil....................não percebo porque está toda a gente a inscrever-se.................... Pelo que conheço até agora é despachada, "desenrascanda", bem disposta, de vez em quando lá faz umas refeições acima da média....... Hoje, a par de mim e do Miguel, é um dos poucos portugas que não foi até Bruxelas. A Ana partilha o quarto com outra portuguesa a Sandra, aqui no C- Building, que é unanimemente o melhor e mais bem frequentado edifí­cio aqui da GuestHouse, por muito que o Miguel escreva poemas sobre o Arc - Building......................

Sandra - Estuda Gestão e frequenta também o 4º Ano. Fez 21 anos a semana passada (Grande festa!), e a sua terra natal é Viseu. Também só a conheci aqui em Maastricht. Este bloco está a fazer duas cadeiras diferentes das minhas mas, no próximo bloco vai ter o previlégio de ter duas cadeiras em comum comigo. Tem sido das que mais tem aproveitado a estadia aqui em Maastricht para viajar e neste momento está de visita, pela segunda vez a Bruxelas. É muito bem disposta (especialmente desde que os seus amigos de Portugal vieram cá..............não faço a mais pequena ideia porquê) , simpática, muito voluntariosa (é das que mais trabalha por aqui), sensata, e muito alta! sim! dos portugueses sé quase o João é que é mais alto...

Filipa - Estuda Gestão e frequenta também o seu 4º Ano. Tem 22 anos e já a conheço desde o primeiro semestre da faculdade, ou seja desde 1999. Está cá em Maastricht, em parte porque consegui fazer-lhe uma eficaz lavagem cerebral. Aquando do segundo concurso para Erasmus, fartei-me de arranjar argumentos para a convencer a vir para o Limburgo holandês. Ela o dirá, mas parece-me que valeu bem a pena o esforço. Foi com ela que viajei até Maastricht (via-Bruxelas) e que enfrentei os dois primeiros confusos dias. Vive também no C - Building no mesmo corredor que eu. Está a fazer as mesmas cadeiras que eu este Bloco. É loira, não muito alta (vamos dizer assim), e está convencida que é vegetariana, estamos a trabalhar no sentido de chegado o Dezembro, ela estar já a adorar sandes de torresmo! Sobre a Filipa não tenho muito a dizer é já uma amiga de longa data.........

Ana - Está cá em Maastricht a estudar mas não está a fazer Erasmus. Está antes a fazer uma Pós-Graduação na Área do Direito. É uma dos três portugueses de Leiria, e ainda ontem regressou de Portugal com umas excelentes morcelas enviadas pela mãe do Nuno. Nãoo estou tanto tempo com ela como com os outros portugueses, mas já tivemos oportunidade de fazer um jantar Portuga em conjunto que foi um sucesso.

Agora os cavalheiros!

Daniel - Estuda Economia e está a fazer o último semestre do Curso aqui em Maastricht. Em rigor, apenas lhe falta acabar Sales Management para poder colocar antes do seu nome: SôDôTôr. Tem 22 anos e é vem de Cascais. Foi o único colega dos que não conhecia com o qual troquei algumas ideias antes de vir para Maastricht, mas na prá¡tica cheguei cá sem o conhecer. É o poliglota do grupo. Fala Inglês, Françês, Espanhol, um pouco de Alemão e agora já está a aprender Holandês. É também (co)responsável pelo aparecimento do DD e de outros blogs assinados por Portugas. Com a sua máquina digital temos conseguido captar momentos únicos da nossa estadia aqui em Maastricht. É também um bom cozinheiro (provavelemente o melhor dos portugueses). Do que já conheço dele ficam algumas ideias: divertido, inteligente, amigo, companheiro.

Gonçalo - Estuda Economia e frequenta o 4º Ano. Tem 21 anos e é um dos representantes de Leiria em Maastricht. Não o conhecia antes de vir para Maastricht. Dos portugas é um dos mais divertidos. Basta olhar para as (mais de 2000) fotos e podemos vê-lo frequentemente em poses ilariantes. Do que já conheço fica a graça com que faz as coisas, a disponibilidade para ajudar, a boa disposição. Partilha com o Nuno o quarto mais movimentado da comunidade portuguesa na Guesthouse. Por ser o maior e ter cozinha, o quarto deles no P - Building (também renovado recentemente, mas sem a alma e a dinâmica do superior C-Building) é frequentemente escolhido para as jantaradas.

Nuno - Estuda Economia e freuquenta o 4º Ano. Tem 21 anos feitos a semana passada, naquela que foi A FESTA, a melhor festa que tivemos até hoje aqui em Maastricht. Também é de Leiria e não o conhecia antes de chegar a Maastricht. Uma dos seus principais interesses é o escutismo, do qual frequentemente conta histórias que ouvimos com prazer, especialemente as mais bizarras. Foi o último a ser apanhado nas redes do Bloging mas nem por isso deixa de ser dos mais activos. Do Nuno gosto de destacar o companheirismo, a boa disposição, a gargalhada sempre pronta. É também um dos grandes responsáveis pelo bom ambiente que se vive aqui entre os portugas, mais não fosse porque com o seu quarto sempre disponí­vel para os amigos, tenha (co)apadrinhado um número significativo de jantaradas e festas.

João - Estuda Gestão e tem ainda 20 anos (outra festa de anos em Erasmus para Novembro) . Vem de Lisboa e apenas o conhecia de vista (aliás parece que todas as pessoas que tenham tido as mesmas aulas que ele se lembram ..........) É em minha opinião o Portuga mais ausente dos nove que estão em Maastricht a fazer Erasmus. O facto, de estar a viver numa residência que se encontra a 35 minutos a pé da nossa, para isso contribui determinantemente. Infelizmente (embora ele não partilhe da minha opinião......) ficou um pouco mais longe e por vezes não partilha connosco alguns dos melhores momentos desta nossa aventura. No entanto, para contrariar esta tendência, ontem convidou-nos para uma feijoada em sua casa. E qual não foi a minha surpresa quando, recorrendo a poucos ingredientes nos ofereceu uma feijoada muito boa. Comemos que nem lordes! Do João fica a hiper-actividade e a boa disposição com que sempre nos aborda.

Miguel - Tem 21 anos é de Penafiel mas como todos nós estuda na FEUNL, no caso dele Economia. Também apenas o conhecia de vista da FEUNL, lembro-me de lhe rogar pragas quando o vi a consultar o site da Universidade de Maastricht na stressante altura do concurso! É um grande benfiquista com pronúncia do Norte. Vive no velhinho Arc - Building mas diz gostar. É também um grande companheiro que tem sempre as portas do 9º andar abertas para os seus amigos. É muito divertido e tem imenso jeito para contar anedotas, na verdade devemos ao Miguel alguns momentos de gargalhada descontrolada. Como veêm têm também um Blog, que considero muito interessante. Do Miguel destaco a amizade, a boa disposição, a disponibilidade para ajudar e facilitar a vida aos companheiros.

E está passada em revista a comunidade portuga.

quinta-feira, outubro 09, 2003

Bona - Depois de no Sábado termos viajado até ao Luxemburgo, no Domingo optámos por visitar Bona na Alemanha.
Bona foi a nossa escolha por se tratar de uma antiga Capital (RFA) da Alemanha e por estar relativamente perto de Maastricht.
Desta vez saí­mos apenas por volta das 9h. E connosco foi um outro membro da comitiva portuguesa, o Miguel. Em terra ficou a Filipa.
Eram 11h quando chegámos a Bona. A primeira coisa que visitámos foi a Catedral. Imponente, bonita, e bastante simples, pouco ornamentada no seu interior.
Seguimos para o centro da cidade onde vimos o Markt, a Cãmara Municipal, a casa onde Ludwig van Beethoven (uma das principais figuras da cidade) nasceu e viveu.
Depois de almoço (que desta vez mais não foi que uma refeição rápida naquele restaurante que começa com M e acaba em S e que no meio tem cDonald') , passeá¡mos junto da Universidade de Bona, onde tiramos imensas fotografias para variar.
E agora voçês perguntam: Bona é só isto? Pois, correndo o risco de estar a falar sem conhecer bem a cidade, a verdade é que sim, Bona é aparentemente só isto. O que, em minha opinião para uma antiga Capital é muito pouco. Com efeito fizemos um passeio calmo e vagaroso e mesmo assim a cidade estava vista ao fim de 6 horas.
O facto de ter poucos pontos de interesse não implica que seja uma cidade a esquecer. É uma cidade a visitar sem dúvida, mas aproveitem bem o dia gastando com Bona apenas 5-6 horas e partam para outra, como por exemplo para Colónia.
Desta vez chegámos cedo a Maastricht, por volta das 19h.

Tinha acabado ali um fim de semana muito bem passado........................

quarta-feira, outubro 08, 2003

Luxemburgo - Este fim de semana resolvemos visitar o Luxemburgo. "8h na entrada meus amigos!" foi assim o combinado. Apenas conseguimos sair ás 8h15m porque as "princesas" do corredor P3 se atrasaram. Ás 8h20m saímos do parque no nosso bólide! Negro! Lindo! um fantástico e espantoso Opel Agila! Lá foi metade da comitiva portuguesa em Maastricht para o Luxemburgo (Filipa, Luí­s, Daniel, Nuno e Gonçalo)
Após algumas dificuldades conseguimos apanhar a auto-estrada que nos conduziria ao Luxemburgo e em particular à  Cidade do Luxemburgo.
Depois de 2h30m de viagem tranquila mas divertida, chegámos ao nosso destino. O primeiro local de visita foi naturalmente o posto de turismo. Depois de devidamente documentados e informados, optámos por deixar o nosso espada na segurança de um parque de estacionamento e fazer todo o Tour pela cidade a pé.
Da cidade ficou: a Catedral, o memorial aos mortos da 1ª e 2ª Guerra Mundial, o edifício da Câmara Municipal, a Residência dos Duques. De uma forma mais geral, o que mais impressiona é o acentuado relevo da cidade e o que daí resulta. Com efeito, para além de ter enormes e bonitos vales, a cidade foi em tempos defendida por imponentes fortificações, que foram erguidas precisamente nas zonas elevadas que envolvem esses vales. O resultado é fantástico. Do alto das fortificações temos a hipótese de observar uma paisagem impressionante, constituída por igrejas, habitações, pequenos rios, esculturas, jardins. Uma vez no vale temos uma sensação de esmagamento por tão imponentes fortificações mas, ao mesmo tempo, algo nos faz sentir seguros e protegidos. Quando no vale observamos o que nos rodeia, percebemos o porquê da Cidade do Luxemburgo, e em particular estas fortificações serem Património Mundial - Unesco.
Outro dos pontos altos da viagem foi o almoço. Pronto! parece que já estou a ouvir algumas pessoas a dizer: "Ai este Luís não tem emenda, onde quer que vá tem sempre que pôr o almoço no centro da viagem" Nada disso! Desta vez, estando nós no Luxemburgo (cidade com maior número de emigrantes e luso descendentes do mundo), impunha-se um almoço em grande estilo. "Bodega" foi o restaurante indicado para matar saudades de casa. E que estranho que é, e reconfortante ao mesmo tempo, entrar num local onde toda a gente fala português. Uma vez no restaurante havia que escolher a ementa. Entrada: algo profundamente português - Caldo Verde! e que bom que estava (mesmo faltando o verdadeiro chouriço portuga). Prato principal: frango estufado - muito bom mas nada de especialmente português. E, finalmente, a estrela da refeição: a Bica! vinda directamente de Portugal, da BiCafé. Que bem que sabe beber uma bica à séria, depois de andar mais de um mês a beber copos com 95% de Água e 5% de Café. Muito bom!
Acabámos a nossa visita à Cidade junto de alguns edificios de Instituições Europeias, nomeadamente: Parlamento Europeu, Tribunal de Contas, Banco Europeu de Investimento.
No caminho de volta para casa optamos por seguir inicialmente estradas nacionais para ter a oportunidade de ver alguns castelos, palácios e paisagens fantásticas que rodeiam a Cidade do Luxemburgo. Esta boa opção apenas pecou por tardia, uma vez que após apenas uma hora começou a escurecer e tivemos que seguir as pragmáticas mas aborrecidas auto-estradas (iluminadas é certo, mas com um piso altamente degradado).
Por volta das 10h30m estavamos de novo a entrar na GuestHouse.
Um excelente passeio, a um local muito bonito e interessante que com total confiança se recomenda!

Havia que recuperar forças por isso ainda fomos para o Twee Heeren e para o Metamorphos descansar.................................................

terça-feira, outubro 07, 2003

Castigo - Pois é, quem não escreve com fequência no seu blog mais cedo ou mais tarde é castigado. É o exemplo deste vosso caro amigo. Acabei agora de perder 1h15m de escrita, sobre a nossa viagem ao Luxemburgo!
Nunca tenham o vosso Blog por garantido, deêm-lhe um pouco de atenção todos os dias, caso contrário serão castigados severamente como este vosso amigo acabou de ser.

Para esquecer não há nada como uma bela jantarada com os amigos, aqui vou eu..............

sexta-feira, outubro 03, 2003

Compadrio - Eu sei eu sei, escusam de me chatear, é compadrio puro e duro mas quem é que se importa?! (até o (Ex) Ministro acha bem, e se é da Educação, há que tirar bons apontamentos e fazer o trabalho de casa)
Este Post é apenas para congratular a chegada à  Blogosfera de mais dois valiosos membros da comitiva portuguesa em Maastricht (Já famosa, até com direito a "coluna de opinião" no jornal do ESN - a organização de estudantes que nos recebeu e bem! aliás num futuro próximo os defensores da praxe vão ter aqui uma lição de como se recebe os estudantes).
Portanto aqui ficam os links para o outro lado e para o palavras sem sentido.

Não me responsabilizo pelo que esses senhores escreverem.........................

Gastão - Parece que em Portugal os altos responsáveis pelo Destino da Nação Valente continuam empenhados em resolver os problemas importantes (também não são muitos não é?)

Os meus sentimentos ao SôDôTôr Ferro Rodrigues...............